Trabalhos 2016

Escola Básica São João de Deus (Montemor-o-Novo)

Escalão 2 - escolas de outros níveis de ensino a partir do 2º ciclo (inclusive)

Fotografias:

A noz da bolota! Foi construída com recurso á técnica do balão e papel maché , forrada com recurso á geometria e á reutilização de cartolinas com  posterior decoração de  triângulos feitos de embalagens tetra pak Compal e com símbolo  FSC.
As bolotas gémeas! Diferentes e  com cúpula.
O sobreiro Compal, o diferente do montado! Construido  com estrutura de cartão e colagem de formas feitas com recurso a embalagens tetra pak Compal e com simbolo FSC.
Um sobreiro Compal na planície  alentejana! O nosso desafio! O resultado final do nosso trabalho , um sobreiro Compal em plena planicie alentejana com as suas bolotas diferentes.

Memória Descritiva:

A Escola Básica S. João de Deus de Montemor-o-Novo, é uma Eco-Escola que tem por hábito utilizar materiais reutilizáveis, uma regra que se pretendeu incutir em toda a comunidade escolar.
A participação no concurso “ Cria um Fruto, Colhe um prémio“, foi mais um incentivo para a prática de atitudes ambientais, visando a educação para cidadania e a sustentabilidade de recursos.
O trabalho foi desenvolvido pela turma A do 6º ano sob a responsabilidade da professora Ana Rosa Bravo na disciplina de Educação Tecnológica.
Depois de apresentado o projeto á turma, logo se partiu para a execução de estudos. Entre os apresentados começamos o projeto com recurso a vários estudos elaborados por alunos diferentes, foi como construir um puzzle que cumprisse os requisitos exigidos no concurso. Simultaneamente os alunos procederam à recolha das embalagens Tetra Pak da Compal,
Dentre as mais variadas, originais e criativas ideias, escolhemos por apresentar um fruto que se identifica connosco e que hoje felizmente está a ser utilizado de diferentes maneiras na gastronomia e doçaria alentejana- a bolota.
A bolota deriva do árabe ballutta, é um fruto produzido pela azinheira, pelo carvalho e pelo sobreiro, árvores do género Quercus. O sobreiro e a azinheira existem em Portugal, com maior abundância no Alentejo.
Daí a nossa opção em apresentarmos estes frutos e sua árvore de origem que tanto abundam na nossa zona, em particular na Serra de Monfurado.
E assim começa a nossa história: No meio de um montado situado na nossa região, em plena paisagem alentejana, surge um sobreiro diferente dos demais o “ Sobreiro Compal”. Os seus frutos são bolotas, mas maiores que as normais. Por serem tão grandes caíram 2 bolotas do sobreiro. Olharam uma para a outra e disseram:
- E agora será somos a origem de um novo sumo Compal?
- Ótima ideia, mas quando nos transformarem, também queremos ser embaladas em tetra pack e com símbolo FSC.
Os restantes sobreiros do montado aplaudiram a ideia e disseram: Ficamos à espera! Mas nós também queremos participar!
Foi um trabalho minucioso em termos de forma, recorte e colagem de elementos decorativos para formar a composição pretendida, com recurso a materiais e técnicas de trabalho diversas, mas o interesse e empenho revelado pelos alunos em participar neste projeto superou todas as dificuldades apresentadas.
Toda a comunidade educativa, vai certamente sentir orgulho neste trabalho que vai estar exposto durante a Semana do Ambiente, que por norma se realiza da nossa escola no final do ano letivo
O importante também foi o facto de esta construção implicar custos reduzidos, já que foi construída com Tetra Pak da Compal, com cartão, restos de cartolinas, balões e jornal. Da mesma forma que contribuímos para a redução e reutilização de resíduos, a cooperação da família foi importante para perceber e acreditar que é possível dar vida a um projeto, com reutilização de materiais.