Trabalhos 2016

Escola EB23 de Milheirós de Poiares (Santa Maria da Feira)

Escalão 2 - escolas de outros níveis de ensino a partir do 2º ciclo (inclusive)

Fotografias:

Moldes a secar ao sol.
Retirar dos moldes.
Alunos a trabalhar. 1
Alunos a trabalhar. 2
Alunos a preparar a festa da fruta.
Continua a preparação da fruta.
Quem é quem?
Festa da Fruta
Pormenor 1
Pormenor 2
Pormenor 3
Festa na embalagem.
Porque o que é nacional é bom!
A pera
Embalagem
GROMI - A explosão de sabor a cada bago
GROMI - perfeitas para partilhar. <br/>Simbolo FSC

Memória Descritiva:

MEMÓRIA DESCRITIVA
A apresentação do projeto surgiu após alguns almoços, na cantina da escola, com os alunos da minha direção de turma. A relutância de alguns elementos no consumo da refeição completa: sopa, prato, salada, fruta. O meu espanto aumentou quando compreendi que a relutância era maior relativamente ao consumo da peça de fruta usualmente disponível para a sobremesa.
Na aula de formação cívica foi trabalhado o tema de uma alimentação saudável e a importância do consumo diário de várias peças de fruta. Surgiu assim naturalmente a apresentação do concurso aos elementos da turma. Os alunos foram divididos em grupos para explorarem formas atrativas de melhorarem o consumo da fruta e de procurarem elencar quais os motivos que os fazem não gostarem de consumir fruta.
Os gostos particulares dos alunos foram analisados e discutidos em grupo. Verificou-se quais as frutas mais consumidas e as menos consumidas e o porquê. Verificou-se que as frutas mais apetecidas pelos alunos são a banana e a pera, seguida pela laranja (desde que não seja na cantina, por causa de terem de a descascar. As frutas que são menos atrativas para os alunos são o maracujá e os frutos vermelhos. Como motivo que coloca em desvantagem os frutos vermelhos e o maracujá destaca-se o seu custo, o desconhecimento do seu paladar por parte de alguns alunos e o facto de serem muito pequenos!
Perante os resultados e as justificações os alunos foram pesquisar sobre a importância das diferentes frutas para a saúde e as suas composições.
Na apresentação dos resultados das investigações, os alunos compreenderam que além dos benefícios para a saúde muitas destas frutas têm uma importância vital para a economia. Qual não foi o espanto de alguns que finalmente compreenderam o que de novo está a surgir nas paisagens dos campos das redondezas. Começam a instalar-se várias culturas de mirtilos (que muitos desconhecem que fruto é!).
A etapa seguinte foi a de em grupo desafiarem-se a criar frutas para participar no concurso. Pesquisaram como poderiam construir os frutos, que técnicas utilizar e que frutos escolher. Vários foram os frutos construídos, mas por decisão unanime optaram por apresentar “Uma festa da Fruta”. Ou seja, um modo simples de consumir fruta, sem o problema de descascar! Criaram uma embalagem maior, recorrendo às embalagens Tetrapak da Compal, e com os frutos por si escolhidos realizaram então o que para eles será uma festa da fruta a sair da embalagem. As frutas escolhidas foram a pera rocha, a laranja do algarve, a banana da Madeira, o maracujá e um novo fruto GROMI que no seu entender será a combinação perfeita dos frutos do bosque/vermelhos (amora, framboesa, mirtilo). Este novo fruto combina pois as propriedades benéficas de cada um, torna-se mais agradável pois tem a forma de um cacho e bagas agradáveis de tricar numa explosão de sabores.
Na ótica da professora envolvida nesta atividade considera-se o projeto graficamente bem elaborado e apelativo. Cativa e passa de modo simples e direto a mensagem pretendida, a alusão a comportamentos alimentares saudáveis é acentuada.
Na elaboração do projeto procurou-se dar particular relevo à utilização das embalagens de compal de 1L e de 33 cL. Apenas se recorreu a cola térmica e cola branca para a união na construção dos diferentes elementos Não se recorreu a tintas nem a outros materiais para não alterar a génese do projeto, sem deixar no entanto de se obter a palete de tonalidades da natureza.
Este projeto é a prova de que com alguma criatividade se podem abordar conceitos transversais como um consumo sustentável e saudável, construir objetos funcionais e que todos devemos contribuir para a separação dos resíduos.
Os alunos da turma D do 8º ano participaram entusiasticamente, mostrando sempre muito interesse, manifestando opiniões e apresentando sugestões durante o processo de construção. Ficaram sensibilizados para a reutilização e compreenderam a importância da utilização destas embalagens nos produtos que consumimos para a defesa do ambiente. Foi muito motivador ver o empenho e interesse manifestado por outros alunos durante os vários períodos de realização do projeto.
Foi um processo diversificado e criativo que permitiu experimentar técnicas, fazer e criar com a liberdade de expressão. Recorreu-se ao uso de técnicas de moldagem recorrendo a cola branca e ao papel do interior da embalagem de compal. A combinação das frutas no entender dos alunos resulta numa nova experiência para o palato e para o olfato, a ponto de se considerar que a natureza salta em festa da embalagem.
Dimensões do Projeto: frutos de dimensões aproximadas das reais, que se encaixam na nova embalagem construída a partir de duas embalagens de 1 L de compal. Quando a natureza sai em festa a área aumenta 20 cm.
Dimensões – largura 25 cm x comprimento 30 cm x altura 45 cm
Material: Embalagens COMPAL de 1L e 33 cL, cola térmica, cola branca
Intervenientes: 20 alunos turma D do 8º ano (1 NEE- autora da nova fruta)
Estudo dos frutos
Pera rocha
Fruto de epiderme lisa e fina, de cor amarela e/ou verde claro e que apresenta uma carepa típica unida na base e à volta do pedúnculo, dispersando-se por toda a superfície.
O pedúnculo varia de curto a médio, é lenhoso e flexível, geralmente oblíquo e levemente curvado.
A cavidade carpelar é pequena e apresenta, na maioria dos casos, sementes que evoluem de branco para castanho escuro. A polpa é branca, macia, firme, doce e suculenta, com um aroma fresco e agradável.
As propriedades nutricionais
É rica em sais minerais como, por exemplo, sódio, potássio, ferro, magnésio e cálcio.
As vitaminas encontradas na pera são do tipo A, C e do complexo B.
A pera é rica em fibras, que auxiliam na digestão e evitam prisão de ventre. Possui vitamina A que auxilia na manutenção da boa visão e vitamina C, que é antioxidante. Dos minerais possui potássio que dá energia e atua na contração muscular, fósforo, fortalecendo os neurônios e batimentos cardíacos, ferro, que ajuda na formação da hemoglobina combatendo a anemia, cálcio, que ajuda na formação de dentes e ossos e na prevenção de hipertensão, magnésio, também atuando na hipertensão, e enxofre que aumenta a resistência contra bactérias e evita o ressecamento da pele graças a elastina.
Cada 100 gramas deste fruto apresenta, aproximadamente, 52 calorias.
Laranja
A laranja é também um produto típico nacional. É o segundo fruto fresco mais cultivado no país, logo a seguir à maçã, com uma produção anual de cerca de 200 mil toneladas.
A algarvia é a nossa escolhida pelas suas propriedades especiais: um equilíbrio especial entre doçura e acidez.
Além de refrescar a sede e de consolar o espírito, a laranja também é amiga da saúde. O fruto é rico em vários nutrientes, desde o magnésio ao potássio e ao cálcio, sendo também reconhecido pelas suas propriedades antioxidantes. Um copo de sumo de laranja garante praticamente a totalidade das doses diárias recomendadas de vitamina C.
É um fruto rico em sais minerais como, por exemplo, fósforo, cálcio e ferro.
Além dos sais minerais, a laranja é rica em vitamina C, possuindo também uma boa quantidade de vitaminas A e do complexo B.
É uma fruta pouco calórica, possuindo aproximadamente 40 calorias por 100 gramas.
Banana
A banana é um fruto rico em carbono que se transformam à medida que amadurece. Primeiro sob forma de amido (29%) pouco digerível, convertem-se progressivamente em frutose, glucose e sacarose sendo rapidamente assimiláveis.
A banana é um alimento energético à base de glúcidos (substâncias hidrocarbonadas) com um índice glucídico médio (62) complementado por diversos minerais e oligoelementos.
A banana é rica em potássio, vitaminas C e B6, muito digestiva, combate a diarreia, regula a hipertensão arterial, é calmante, combate a anemia, a retenção urinária e é ótima para lactentes para aumento do leite, além de ser muito saborosa e nutritiva.
O consumo de uma banana permite cobrir (40%) das necessidades diárias de manganês (Mn). Devido a esta riqueza de manganês, a banana previne o envelhecimento e as doenças cardiovasculares.
É uma excelente fonte de vitaminas B2 (riboflavina) B6 (piridoxina) B9 (ácido fólico). Ainda contém pectinas (anticancerígenas do cólon). Com seu teor em vitamina C confere-lhe em certo poder anti radicais livres.
A banana quando madura serve como laxativa. Mas quando verde tem o efeito contrário.
Os seus sais minerais são um bom fortificante dos ossos e também do sistema nervoso. Além disso é nutritiva, tónica e mesmo afrodisíaca.
É indicada aos artríticos. É amiga dos estômagos hipersensíveis. Pois tem um efeito antiácido e uma ação protetora da mucosa gástrica.
É benéfica para o metabolismo e boa assimilação proteica.
Por cada 100 gramas de banana esta fornece aproximadamente 90 calorias.
Frutos vermelhos
Sob o nome de frutos silvestres, frutos do bosque ou frutos vermelhos, encontram-se estes frutos de cor negra ou vermelha, na sua maior parte dispostos em bagas, sendo muitas vezes apelidados de super frutos. Estes frutos, em especial o mirtilo, a groselha e a acerola, são a melhor fonte natural de antioxidantes, mesmo quando comparados com outras frutas e vegetais.
Os frutos vermelhos são ainda fonte de outros carotenóides, como o betacaroteno, percursor da vitamina A que fortalece os olhos e a pele. Por sua vez, os mirtilos são um alimento essencial na luta contra o envelhecimento, por ser rico em nutrientes que impedem a perda de memória, ajudam a combater a depressão e retardam os efeitos da idade. Tanto os morangos como os mirtilos ajudam a promover a saúde do sistema digestivo e a diminuir os níveis do colesterol.
Os seus nutrientes ricos em antioxidantes anti envelhecimento neutralizam a ação dos radicais livres e melhoram a circulação sanguínea e o transporte de nutrientes pelo corpo, o que contribui para uma pele rejuvenescida, para além de protegerem contra efeitos nocivos do sol e da poluição. Algumas substâncias presentes nos frutos vermelhos, como a quercitina, um fitonutriente da família dos flavonóides, aliviam os sintomas das alergias. Estudos indicam que estes frutos contêm nutrientes anticancerigenos que protegem o organismo, e comprovam a sua eficácia na prevenção do desenvolvimento de inúmeros tipos de cancro.
Ricos em ácido fólico e vitamina C, assim como em propriedades antioxidantes, aumentam a proteção imunitária contra gripes e diferentes tipos de infeções. Cinco morangos contêm mais antioxidantes do que três maçãs ou quatro bananas e têm a mesma quantidade de vitamina C que uma laranja. O ácido fólico e os antioxidantes protegem as artérias do mau colesterol, já a vitamina C e as antocianidinas evitam a formação do mau colesterol, reduzindo o risco de enfarte ou de AVC, por garantirem a circulação dos nutrientes e o bom funcionamento do fluxo sanguíneo.
A nova baga: GROMI
A nossa virtuosa baga tem a combinação perfeita das melhores características destes frutos: morango, amora, framboesa mirtilo e groselha.
O seu aroma e sabor será divinal, com uma cor violeta e uma riqueza inigualável. Fonte de fibra insolúvel, ácido elágico, ácido fólico, vitamina C, rica em antioxidantes (principalmente antocianinas, rutinas e quercitinas), selénio, zinco, vitaminas B3, B5, C e K. Também nos fornecem ferro, enxofre, potássio e polifenóis.
Têm um baixo índice glicémico e saciam-nos durante mais tempo do que a maioria das outras frutas. E com muito poucas calorias!